quarta-feira, 4 de março de 2009

Surface: tocando na infosfera

A professora e pesquisadora de comunicação Ieda Tucherman, em um artigo bastante interessante sobre ficção e tecnologia (link) propõe que a ficção-científica vive fadada a ser desatualizada pela própria tecnociência.

Um exemplo contundente dessa assertiva se constata na plataforma "Surface" da Microsoft. Quem viu no cinema em 2002 o filme Minority Report (20th Century Fox) e se maravilhou com a interface gráfica operada por John Anderton, o personagem de Tom Cruise, não imaginou que em pouquíssimos anos esse dispositivo apresentado por Steven Spielberg estaria ao alcance dessa geração.



Pois bem, para que não imaginou e/ou ainda não sabe o que é "Surface", assista a esse vídeo.

video

O mouse, aquele extensor da mão humana que servia para "tocar" nas coisas da infosfera, tende a se tornar obsoleto. Mais para frente, a manipulação dos dados provavelmente será feita toda ela com a ponta dos dedos, tal como já acontece com o i-phone — o desejado gadget da Apple.

Mas e agora? O que mais a tecnociência contemporânea vai inventar para desatualizar a ficção-científica? O túnel do tempo? O teletransporte? O holofone? Quem é capaz de prever?

Sugestões são bem-vindas.

2 comentários:

  1. Mto bom o vídeo!! =)

    ResponderExcluir
  2. Não é dificil de acreditar que logo aparece por ai o tunel do tempo...rs

    ResponderExcluir